Segundo a Associação Brasileira das Empresas do Mercado Erótico (Abeme), a prótese peniana ainda é um dos brinquedos mais vendidos.

Ainda assim é alvo de tabus e mitos, erroneamente associado apenas ao mercado do LGBT e BDSM. Muitos casais heterossexuais usam a cinta peniana para dupla penetração ou brincadeiras em orgias.

Faz parte do mundo fetichista e pode ajudar em descobertas em busca de mais prazer. Assim como pegging, dominação e massagens prostáticas.

Como o acessório é envolto de curiosidades, por isso confira dicas para quem deseja explorar mais com esse brinquedo.

Tamanho ideal

Na hora de escolher a cinta peniana é preciso levar em conta o tamanho do pênis artificial e o tipo de cinta.

Um dos erros mais cometidos por aventureiros é escolher o modelo errado. Se ela ficar frouxa o pênis não terá sustentação dificultando os movimentos do quadril de quem usar.

Se ficar apertada, a prótese ficará rígida demais e poderá machucar o parceiro/a. Por isso, as com laterais ajustáveis são ideais, além disso pode ser usado pelos dois.

Muito lubrificante

O atrito do pênis de borracha pode causar assaduras, por isso recomenda-se usar lubrificante e camisinha.

Já os óleos estimulantes podem causar sensações de frio e calor e aumentar a excitação com a cinta peniana também.

Ao escolher o lubrificante não esqueça de verificar os componentes e combinações. Os pênis de silicone pedem um a base de água.

Melhor posição

Essa questão é bem particular, mas saber o que faz mais sucesso entre os relatos pode dar um direcionamento por onde começar.

A melhor posição é a de quatro, pois fica mais fácil para introduzir o brinquedo e testar movimentos de quadril.

Quem usar a prótese pode tentar usá-la deitado e o parceiro/a controlar os movimentos por cima também.

Limpeza é essencial

Limpar a cinta e o pênis de borracha antes e depois é fundamental para não causar infecções por causa de bactérias e fungos.

As próteses em silicone podem ser lavadas com água e sabão neutro. Não é recomendado passar álcool, pois pode ressecar o material e estragar o brinquedo.

Por isso, existem produtos específicos para limpeza dos brinquedos. Por exemplo, o higienizador a base de água, com sabão líquido específico dará praticidade na hora do sexo.

Para eliminar as bactérias, o gel com ação bactericida e fungicida são ideais para evitar idas ao médico. Além do pênis de borracha, a cinta também deve ser higienizada.

Cuidados com o bem-estar

A cinta e o pênis de borracha podem tirar a intimidade do calor do corpo e o toque na região íntima.

Para evitar criar experiências negativas emocionalmente, o pós-sexo deve ser de cuidados com conversa e abertura.

Muitos relatam se sentir inseguros e vulneráveis com o uso da cinta pela primeira vez. Por isso, esse tipo de atenção é recomendada.

Se quiser ver opções em cintas penianas com laterais ajustáveis para começar, higienizadores e lubrificantes, próteses, plugs, vibradores, acessórios BDSM e mais dê uma olhada no shop da Litoral Moda Íntima.