Escolher um vibrador é uma questão bem pessoal, mas existem quesitos básicos para ajudar na escolha. Afinal, são muitos modelos com diferentes preços, funções, texturas, formatos e tamanhos.

Além disso, por mais que tenham resenhas na internet e dicas de amigas, um vibrador que pode ter dados orgasmos maravilhosos a alguém, pode não funcionar tão bem para outra pessoa. Portanto, é um assunto subjetivo. Afinal, a resposta sexual é diferente para cada um.

Velocidade e potência

Este é um quesito considerado importante na hora de escolha de um vibrador. Ter a possibilidade de regular a velocidade e potência fará a experiência ser mais agradável até achar a ideal. Ter esse controle também possibilita alternar entre várias dependendo do nível de excitação.

Material

O material faz diferença, pois dependendo do tipo pode deixar o vibrador mais macio ou duro. Por exemplo, para os específicos para o ponto G seria melhor ter um macio do tipo silicone para não machucar e ser mais confortável.

Fonte de energia

Chegar ao orgasmo pode demorar, por isso é importante conferir se ele precisa ser ligado a uma fonte de energia, se usa pilhas ou bateria. Também é essencial saber quanto a bateria dura em média até precisar ser recarregado.

Normalmente os que são ligados a uma fonte são mais potentes, mas os que tem bateria possibilitam mais mobilidade e comodidade.

Se quiser usar na banheira ou no chuveiro esse é um fator essencial também, já que os que usam fios e são ligados na tomada não podem molhar para evitar um acidente.

Barulho

Outra característica fundamental se a pessoa dividir o apartamento com amigos ou morar com a família. Quanto mais silencioso for será melhor nesses casos. Também tem gente que se incomoda com o barulho e isso pode atrapalhar a relaxar e chegar ao clímax.

Tipos de orgasmos

Existem vários tipos de orgasmos femininos e pensar em qual deseja alcançar pode servir de guia. Tem aqueles que são ideais para penetrar, mas tem os exclusivos para o clitóris, para o ponto G ou que simulam o sexo oral.

Também existem opções que estimulam dois pontos ao mesmo tempo, por exemplo, o rabbit que ficou eternizado pelo seriado Sex and the City.

Tamanho e espessura

Tem mulher que gosta da sensação do preenchimento total do canal vaginal e quem queira experimentar o orgasmo cervical e precisam de um vibrador longo.

Além disso, o tamanho interfere não apenas no alcance do prazer, mas também pela discrição, seja para mantê-lo escondido ou levar em viagens.

Design

O design além de questões estéticas pode interferir na eficiência do vibrador. Tem gente que gosta de estímulos em toda a área da genital com estímulos nos lábios e vulva e não apenas no clitóris e deseja estimular toda a região de uma vez, por exemplo.

Há quem prefira estímulos certeiros em um só local e um vibrador de tamanho compacto seria o ideal.

Tem pessoas que querem deixar as mãos livres para usar com o parceiro na hora da penetração também.