A fantasia sexual é caracterizada pelo desejo latente no imaginário que pode aumentar o prazer. Faz parte de um processo saudável e natural.

Sigmund Freud listava como concepção de fantasia de desejo de uma situação sexual. Com representação e realização.

Geralmente são vontades reprimidas e podem evidenciar aspectos da personalidade também. Um estudo do Jornal de Medicina Sexual de 2014 indicou as fantasias sexuais mais comuns.

Fazer sexo em um lugar romântico foi o mais escolhido. Enquanto transar em lugares incomuns, sexo oral, masturbação do parceiro, ser dominado, sexo em locais públicos e sexo com mais de três pessoas estavam no imaginário da maioria.

Outros menos comuns entre o grupo de estudo mostrou que transar com estranhos, assistir duas mulheres fazendo sexo e fazer sexo com duas mulheres eram desejos latentes.

Ainda entre as menos usuais estava ver alguém tirar a roupa escondido, dominar alguém, vestir roupas do sexo oposto e fazer sexo com dois homens.

Ainda de acordo com um artigo da Universidade de Granada, 95% revelaram ter fantasias sexuais. Enquanto os homens desejam participar de orgias e serem promíscuos, as mulheres se mostraram mais emocionais.

Conheça algumas fantasias sexuais que mais mexem com o imaginário das pessoas e poderá esquentar o dia dos namorados.

Testar a posição 69

Essa é uma posição incomum e geralmente causa vergonha, mas é uma das mais prazerosas, já que o sexo oral e a masturbação são alvos de fantasias sexuais.

Transar em ambientes incomuns

Deixar de transar no mesmo local pode dar novos ares e emoções. Muitos casais se deixam entregar a rotina e se limitam a ficar apenas no quarto.

Brincar de papéis

O casal pode combinar de se encontrar e fingir que são estranhos. Esse tipo de brincadeira pode apimentar e instigar o prazer.

Testar roupas e fantasias

Começar usando fantasias é uma boa forma de começar a explorar o mundo dos desejos fantasiosos.

A lingerie sexy ajuda a aumentar a autoestima e pode fazer parte da sedução, tão importante para excitar.

Fazer sexo oral

Segundo pesquisa do Journal Sex of Medicine de 2017 mostrou que 30% dos homens não recebem ou praticam sexo oral.

Outro estudo no Brasil mostrou que 70% das mulheres faziam por se sentirem obrigadas. A prática muitas vezes repudiada, é uma das que causam mais dúvidas.

Algumas mulheres sentem vergonha de suas vulvas e isso dificulta o ato. Saber o que fazer também é um problema frequente, aliado a reclamações com falta de higiene do parceiro.

Por isso, confira algumas dicas para fazer um sexo oral, já que essa prática é uma das mais relatadas como alvo de fantasias sexuais.

Saber como a anatomia do pênis funciona pode ser uma boa forma de começar. A cabeça do pênis (glande) é cheia de nervos sensíveis e causam prazer ao toque. Pode ser estimulada com movimentos circulares e massagem com a língua.

Os movimentos de vai e vem são prazerosos também e podem ser intercalados com chupões, sucção e lambidas.

Nas mulheres, o clitóris é bem sensível ao toque. Por isso, delicadeza na área é essencial. Toda a região é cheia de nervos e pode ser explorada. O ritmo quem deve impor é a mulher, mostrando qual funciona ou não.